Dermatologia Pediátrica

Esta subespecialidade é voltada para o diagnóstico e tratamento de doenças dermatológica em bebês, crianças e adolescentes. São fases em que a pele é mais sensível e exige cuidados especiais.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma doença inflamatória comum da pele que normalmente começa na infância e é frequentemente associada com outros distúrbios “atópicos” como asma e rinoconjuntivite alérgica. É uma doença genética complexa, com influências ambientais. Caracteriza-se por coceira intensa, evolução crônica ou cronicamente recidivante, com períodos de melhora e piora.

Genodermatoses

As genodermatoses são condições hereditárias que se manifestam nos primeiros anos de vida e têm grande impacto na qualidade de vida dos doentes, familiares e sociedade. As genodermatoses são condições raras que não têm cura, não são contagiosas mas provocam grande estigma entre as pessoas.

Hemangioma infantil

O hemangioma infantil ou hemangioma do lactente é o tumor benigno, de partes moles, mais comum da infância. Ele é mais prevalente no sexo feminino e em prematuros, principalmente se essa criança nasceu com baixo peso. Está também associado a problemas maternos durante a gestação, como idade avançada, placenta prévia e pré-eclâmpsia. Os hemangiomas infantis são caracterizados por uma fase de rápida proliferação de vasos sanguíneos no primeiro ano de vida, seguida por uma fase de estabilidade e de involução, na qual ocorre uma regressão gradual do tecido vascular, que é substituído por tecido fibroso.

Molusco contagioso

O molusco contagioso é uma doença muito comum e frequente em crianças pequenas. Trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus do grupo dos poxvírus. O molusco contagioso pode ocorrer também em pessoas com imunidade comprometida ou em adultos na região genital. Quando o molusco contagioso acomete a região genital de adultos é considerado como uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) e exige a investigação de outras doenças, como HIV e hepatites virais.